Uma família nobre do século XV cujo sobrenome era Sodré é a causa da sua denominação. A distinta família estava associada ao comércio marítimo e vivia na zona que é hoje o Cais do Sodré.

 O Cais do Sodré, hoje em dia paragem obrigatória em qualquer visita à capital, nem sempre foi como a conhecemos atualmente. Antigamente este bairro era uma área mal frequentada, com muitos bordéis, droga e prostituição, pois servia de refúgio aos marinheiros que passavam por Lisboa. Por muitos anos o Cais de Sodré caiu no esquecimento e quem o visitava era imediatamente associado à dúbia fama do bairro.

No entanto, o Cais de Sodré “virou a página” aos seus tempos de má reputação e hoje em dia é um dos bairros mais procurados na noite de Lisboa com muitos restaurantes, bares e pistas de dança da moda.

 Nos dias que correm, o Cais de Sodré é um terminal fluvial de barcos que liga Lisboa à margem sul do rio Tejo. Para além disso, tem uma estação de metro e de comboio, onde é possível apanhar o transporte ferroviário e percorrer a linha até Cascais.

 Mas o Cais do Sodré não é só um local para apanhar o barco ou o comboio! Pode também encontrar alguns pontos de paragem obrigatória, como a “rua cor de rosa” e o Mercado da Ribeira.

 A “rua cor de rosa” foi em tempos conhecida pelas suas casas de “luz vermelha” com diversos bordéis e muita droga envolvida. No entanto, para mudar essa imagem, Lisboa decidiu pintar o seu chão de cor de rosa e fechar a via ao trânsito, promovendo uma grande intervenção artística. Atualmente é um “must go” de Lisboa, uma das ruas mais famosas da capital para passar uma boa noite de folia com os amigos.

 Voltado para o Tejo, está o Mercado da Ribeira. Conhecido oficialmente como o Mercado 24 de Julho, o Mercado da Ribeira é o mercado principal da capital desde 1892. Foi construído para substituir um mercado anterior que ficava ao pé da Casa dos Bicos, mercado esse que vendia peixe, hortaliça e fruta desde o século XVI. Por este motivo, no piso térreo podemos encontrar bancas de venda de produtos frescos e locais, tal como no antigo mercado. Para além das bancas que é possível encontrar em qualquer mercado, o Mercado da Ribeira no Cais do Sodré reúne um espaço com stands de restaurantes.

 Volvido mais de um século desde a sua abertura, o Mercado da Ribeira, no Cais do Sodré, passou a ser gerido pela revista Time Out Lisboa que criou um espaço ímpar de restaurantes e comércio tradicional. O Time Out Market conta com mais de 40 restaurantes onde é possível encontrar todo o tipo de bancas, desde chefs de renome, a hambúrgueres, croquetes, doces portugueses, comida italiana, entre outras.

Também não pode deixar de ir à Ribeira das Naus, localizada entre a Praça do Comércio e o Cais de Sodré. Este é um local muito turístico, ideal para tomar um copo à beira rio e com uma praia urbana para apanhar sol.

 Para além da vida noturna cheia de vida, no Cais do Sodré é possível encontrar restaurantes de deixar água na boca. Desde asiáticos, mexicanos, tapas até italianos, o mais difícil será escolher o que comer!

 Se preferir comida asiática, experimente o restaurante Soi na Rua da Moeda. Excelente opção para quem procura frescura e picante, uma combinação entre tailandês e vietnamita.

Ainda na Rua da Moeda, experimente o restaurante Big Fish Poké. O novo poké bar do Cais do Sodré tem malgas de peixe fresco para saborear a sua explosão de sabores sem pressas.

 Se é amante de carne não deixe de ir à Sala de Corte, do chef Luís Gaspar, famosa pela sua carne maturada.

Caso pretenda dar um “pulinho” a Itália, encontre no Cais do Sodré o novo restaurante Mano a Mano e escolha entre as massas tradicionais dos restaurantes italianos e as suas pizzas romanas (mais finas e crocantes) ou as pizzas napolitanas (mais altas).

Prefere outro continente? Então não deixe de ir ao restaurante mexicano Pistola y Corazon, e deixe-se levar pela vasta oferta de tacos e tequilhas.

 Vai perder a oportunidade de ficar alojado no Cais do Sodré, uma das zonas mais especiais de Lisboa? Marque já a sua estadia aqui!

Atenção, o seu browser está desactualizado.
Para ter uma boa experiência de navegação recomendamos que utilize uma versão actualizada do Chrome, Firefox, Safari, Opera ou Internet Explorer.